Observatório

O impacto da obesidade nas crianças portuguesas será conhecido até ao final do ano de 2008, quando forem divulgados os estudos da Direcção-Geral da Saúde sobre um fenómeno que afecta 30% das crianças no primeiro ciclo.

Começaram em Outubro quatro grandes estudos da Direcção-Geral da Saúde em parceria com outras entidades, incidindo sobre as crianças entre os 3 e os 6 anos, outros dois estudos sobre os alunos em idade escolar e um sobre adolescentes.

O Observatório deste problema justifica-se pela inexistência de valores de prevalência de Obesidade Infantil que permitam identificar com rigor este fenómeno do excesso de peso, que se estima afectar 30% das crianças portuguesas no primeiro ciclo e 25% no pré-escolar. Estes números, indicam que Portugal é um dos 5 países na Europa onde este problema é mais acentuado.

Observatório